Dica 04 – Mini Tutorial de APT

Dica 04 – Originalmente postada na lista Linux Ufms em 19 de março de 2004 e, em agosto do mesmo ano, foi publicado como artigo no site do Fundão. Atualizações, se existirem, serão colocadas nesta página.

Veja como utilizar o sistema de gerenciamento de pacotes de software APT.

Junho/2004

Por Gustavo Picoloto

O apt (advanced Package Tool) é um sistema para gerenciamento de pacotes de
software que foi desenvolvido originalmente para pacotes .deb (do Debian) e
que recentemente foi portado pela Conectiva para pacotes .rpm. A idéia do apt
é conectar sua estação/servidor a um repositório de arquivos e através dele
fazer todas as instalações/atualizações do sistema.

Existem vários front-ends para o apt sendo que o mais usado provavelmente é o
apt-get.

A instalação do apt-get é muito simples: Acesse http://apt.freshrpms.net/ e
baixe o rpm correspondente a versão da sua distribuição (no site tem para
Fedora, Red Hat e Yellow Dog – Debian e Conectiva vem com o apt-get “de
fábrica”, apt para SuSE pode ser obtido de http://linux01.gwdg.de/apt4rpm/).
Depois de feito o download, instale o apt-get como um pacote rpm normal:

#rpm -ivh apt*

Após a instalação, convém sincronizar a base de dados dele com a do site:

#apt-get update

É recomendável executar este comando antes de qualquer atualização/insta-
lação no sistema.

Após isto, podemos fazer uma atualização de todos os pacotes do sistema que
não alteram as dependências (não precisam instalar outro pacotes):

#apt-get upgrade

Muitas vezes, um pacote começou a precisar de outro após uma certa versão, e
eventualmente você não tem este outro pacote instalado. O apt-get não vai
atualizar este pacote por padrão. Neste caso, teremos que informar para ele
que é para atualizar todos os pacotes e instalar outros caso seja neces-
sário:

#apt-get dist-upgrade

Se quisermos atualizar (ou simplesmente instalar) um único pacote, usaremos o
seguinte parâmetro:

#apt-get install nome_do_pacote

Caso este pacote precise de alguma atualização (ou instalação) de outro
pacote, ele irá informar quais pacotes necessita e pedirá confirmação para
proceder com a instalação.

O apt permite que adicionemos mais repositórios ao sistema. Isto é bom se
quisermos ter várias fontes de software. Para isso, edite o arquivo
/etc/apt/sources.list e adicione o repositório que deseja. No meu caso,
adicionei:

rpm http://mirror.pop-rs.rnp.br en/9 os updates freshrpms

Neste exemplo, o pop-rs também será utilizado como repositório (além dos já
configurados originalmente). Quanto mais repositórios (confiáveis) você
adicionar, mais chances de obter pacotes pelo apt sem ter que recorrer a
outros meios terá.

Espero que isto ajude os “novos” sysadmins a manter seus sistemas sempre
atualizados :)

Qualquer dúvida/sugestão/crítica, email para mim :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *