ZoneAlarm causando lentidão ao Windows

Que o Windows é lento todo mundo sabe, que o Windows Vista é mais lento ainda só os que tem que usá-lo sabem. Agora, ter que ficar mais lento ainda só porque usa determinado firewall?

Vamos lá, notei que o Windows Vista do meu notebook do trabalho ficou muito mais lento assim que fiz um update massivo de tudo (entenda isso como tirar um dia para atualizar todos os softwares que tenho instalado na máquina). Óbvio que o aumento na lentidão era algo que eu tinha atualizado, mas o quê?

Fiz uma lista de patches aplicados via Windows Update e de ferramentas que atualizei  e pesquisei um a um para saber de problemas de desempenho. Numa das ferramentas atualizadas, encontrei o que queria: O update do Zone Alarm para a versão 9.0.136.000 veio com o debug ativo por padrão, o que causa muito acesso de leitura no disco gerando a lentidão inesperada.

Imagem com a versão "bugada" do ZoneAlarm
Imagem com a versão "bugada" do ZoneAlarm

Para confirmar se o problema do excesso de leituras acontecia na minha máquina, fui no Gerenciador de Tarefas do Windows (ctrl+shift+esc para quem não conhece a tecla de atalho), menu “Exibir”, “selecionar colunas” e marquei “Leituras de E/S” e “Gravações de E/S” e verifiquei que o processo zlclient.exe estava utilizando muita leitura, mais do que qualquer outro processo do Windows.

A solução foi ctrl+shift+clique direito no ícone na bandeja do ZoneAlarm e clicar em “Set debug level”:

Bandeja clicada no ícone do ZoneAlarm
Bandeja clicada no ícone do ZoneAlarm

Na tela que se abre, selecionei “Off” e “OK”:

Tela de escolha de nível de debug do ZoneAlarm
Tela de escolha de nível de debug do ZoneAlarm

Depois fiz um boot na máquina (sim, tem meios para se fazer sem reboot, teria que fazer um stop/start de todos os serviços envolvidos na ordem correta, prefiro um boot para ter certeza de que vai funcionar, lembrem-se, estamos no Windows) e adeus leitura de disco em excesso.

Com isso meu tempo de inicialização do PC caiu em quase um terço e, após logado na máquina, o tempo necessário para que o PC fique totalmente usável caiu consideravelmente.

Conclusão: jamais lance um produto com o debug ativo (deixe isso para as versões de teste) e torça para a Microsoft fazer o Windows realmente ficar mais rápido (sim, uso o Linux e sei que tenho um boot de menos de 25 segundos na mesma máquina).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *